' tickercontent[1]='18:06 - Polícia dos EUA prende ‘Coringa’ que ameaçava atacar seu local de trabalho' tickercontent[2]='15:16 - Em bilhete, suspeito de matar mulher diz que traição motivaria ‘tragédia’' tickercontent[3]='16:53 - CJ Tronic em Breve com Filial em Timon' tickercontent[4]='09:42 - HOJE: estréia da quinta de dentro' tickercontent[5]='08:45 - Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 33 milhões'
Plantão Hoje:

Notícias Relacionadas à ‘imirante’

Para não dizer que não falei da Flores – PARABÉNS A HOJE COMUNICAÇÕES

No Maranhão existem três grandes jornais impressos e todos com seus respectivos portais de informação.

1º – Sistema Mirante, Estado do Maranhão e Imirante: O Sistema Mirante de Comunicação é detentor do direito de transmissão da toda poderosa Rede Globo, coincidentemente, desde a época em que José Sarney era presidente da República.

Atrelado diretamente ao Sistema Mirante existem também o jornal Estado do Maranhão e o portal de informações Imirante.

Imbuídos em tornar Cristo ou Barrabás afetos e desafetos, o grandioso Sistema da Famiglia Sarney é uma poderosa arma de informações. Rápido são feitos heróis, mais rapidamente ainda vilões.

2º – O Imparcial: faz jus ao nome. Relata as informações como realmente deveria ser, de forma imparcial. O Portal segue a mesma linha editorial do jornal impresso: imparcial no nome, no papel e na internet.

3º – Jornal Pequeno: histórico combatente dos desmantelos e desmandos da Famiglia Sarney. Tem como arauto das massas, o ácido e incisivo Dr. Pêta, que aos domingos notícia de forma irreverente os bastidores da política e da “fina sociedade” maranhense. Existe grande semelhança entre o caderno do Dr. Pêta e o jornal “O Pensador” de Aluízio Azevedo (ou Victor Leal, como queiram), do séc. XIX.

Com este panorama informativo, onde um jornal poderoso veste-se de verdadeiro e noticia somente o que interessa aos seus patrões, reforçados por blogs e programas de televisão. Surge a Hoje Comunicações para nadar contra essa corrente de inverdades, somando aos combatentes que já existem, Imparcial e Jornal Pequeno.

Fico grato em ter sido convidado a fazer parte desta empreitada, onde jovens como Alexandre Luz e Francisco Junior “Marilene”, possibilitam estudantes, jornalistas e apreciadores das letras e notícias, a entornar mais ainda o caldo das comunicações do Maranhão e em especial Timon.

E para finalizar nada melhor que Geraldo Vandré em Para não dizer que não falei das flores, coincidentemente um dos primeiros nomes de Timon, Flores:

“… Nas escolas, nas ruas campos, construções, somos todos soldados armados ou não. Caminhando e cantando e seguindo a canção, somos todos iguais braços dados ou não. Vem, vamos embora que esperar não é saber. Quem sabe faz a hora não espera acontecer…”.

Façamos a nossa hora! Não esqueçamos que não há mal que o tempo não cure.

O caminho é esse: a verdade como pauta, sendo o norte da Hoje Comunicações.

Parabéns, um feliz Natal e um maravilhoso 2010 a toda equipe da Hoje Comunicações.


É desespero, é desespero…

O blogueiro reserva do Imirante, Marco D’Eça, utilizou hoje cedo seu espaço “democrático” na internet para jogar o secretário Roberto Costa, Juventude, no rio de piranhas cibernéticas. Com essa atitude D’eça (e daquelas) tenta fazer que o nome da família Sarney atravesse incólume na baderna de ontem no Sindicato dos Bancários em São Luís, no lançamento do livro Honoráveis Bandidos – Um retrato do Brasil na era Sarney.

O evento foi chamado de vazio pelo blogueiro reserva do Imirante, só que o vazio de “um evento que era vazio por si só” conseguiu jogar na rua todos os marginais apoiados pelo governo Roseana Sarney. Inclusive uma delas deixou a bolsa no chão, ao correr pela Rua do Sol apedrejando os carros.

Assim como esses jovens foram feitos de escudo para “os sem coragem”, estão fazendo o mesmo com o blog do D’eça, jogando um dos sequazes de Roseana no fogo. Lembro de ter visto isso num dos filmes do Poderoso Chefão, quando um dos mafiosos é levado ao suicídio, para proteger Vito Corleone num processo na justiça.

Seria impossível negar o dedo desse governo do TSE na demonstração desesperada de desmoralizar o lançamento do honorável livro ontem. Daí a necessidade de um secretário ser culpado logo cedo, por um blog que tanto apedreja a oposição.

Ver todas as principais lideranças unidas num ato de livre expressão, que foi o lançamento do livro, demonstrou o quanto Sarney, Roseana Sarney e pupilos estão incomodados com o andamento das coisas.

Quanto mais se esvai o tempo, mais o desespero fica latente. Que assim seja até os dias vindouros. O secretariado de Roseana é grande e a cada “atabalhoadas truculentas”, como disse D’eça, poderão fazer um rodízio e jogar na fogueira inquisitória um secretário sem muita história, como é o caso do Roberto Costa, acessório que o vice governador João Alberto carrega há anos embaixo do braço.

Os textos do Marco D’eça, em sua grande maioria, são sempre pautados pelas posições e notícias do Décio Sá. Mas pelo visto desta vez, com a viagem do Décio, chamaram o reserva para fazer o “corta-luz” na verdade.

É desespero, é desespero…


Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço é de responsabilidade civil e penal exclusiva do blogueiro ou de quem utilizou sua senha pessoal para postar as informações. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial da empresa.