' tickercontent[1]='18:06 - Polícia dos EUA prende ‘Coringa’ que ameaçava atacar seu local de trabalho' tickercontent[2]='15:16 - Em bilhete, suspeito de matar mulher diz que traição motivaria ‘tragédia’' tickercontent[3]='16:53 - CJ Tronic em Breve com Filial em Timon' tickercontent[4]='09:42 - HOJE: estréia da quinta de dentro' tickercontent[5]='08:45 - Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 33 milhões'
Plantão Hoje:

Bizarro: mulher é estrangulada e enterrada de cabeça para baixo em Zé Doca-MA

Foto ilustrativa / Google imagens

A cidade de Zé Doca, a 311 km da capital, acordou chocada na manhã desta quarta-feira (20). O corpo da vendedora de motos Jeane Sousa Santos, de 27 anos, foi encontrado com sinais de estrangulamento e enterrado de cabeça para baixo numa pequena cova no meio da mata, próximo a estrada da Fumaça, nos arredores da cidade.

Segundo o relato do investigador da Polícia Civil, identificado apenas por Almada, Jeane trabalhou normalmente durante a manhã desta terça-feira (19), na loja Maranhão Motos. Por volta das 12h, ela recebeu uma ligação de um provável cliente interessado em comprar um veículo. Jeane saiu com dois contratos em branco ao encontro dessa pessoa.

Como ela demorou muito para o almoço, o que não acontecia, os parentes foram à delegacia para registrar o desaparecimento. A polícia começou a investigação. Em pouco tempo uma testemunha informou ter visto Jeane passando pela estrada da Fumaça com um homem em uma motocicleta. Disse ainda que, os dois saíram da estrada principal e pegaram um desvio.

Os policiais foram ao local e em pouco tempo de caminhada onde a vendedora foi vista pela última vez, foi encontrado um pingente que o marido da vítima reconheceu como sendo dela.
Pouco depois foi avistado um fio de tomada. Quando se aproximaram viram a triste cena: o pé de Jeane estava para fora de uma pequena cova. O marido da vítima estava com os policiais e entrou em desespero.

Ela foi enforcada com um fio elétrico, e como estava enterrada de cabeça para baixo seu rosto ficou completamente deformado. Em um trabalho rápido de investigação, a polícia diz já ter pistas dos acusados e trabalha para elucidação do crime.

Sobre o autor

lucastefano escreveu 6682 notícias.

1 Comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)