' tickercontent[1]='18:06 - Polícia dos EUA prende ‘Coringa’ que ameaçava atacar seu local de trabalho' tickercontent[2]='15:16 - Em bilhete, suspeito de matar mulher diz que traição motivaria ‘tragédia’' tickercontent[3]='16:53 - CJ Tronic em Breve com Filial em Timon' tickercontent[4]='09:42 - HOJE: estréia da quinta de dentro' tickercontent[5]='08:45 - Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 33 milhões'
Plantão Hoje:

Acusado de tráfico é morto em Grajaú-MA durante troca de tiros

23128-acusado_capa

Adriano Henrique da Silva, acusado de tráfico de drogas, morreu na tarde de ontem, 21, durante uma troca de tiros com policiais civis e militares do município de Grajaú. Ele foi alvo de uma operação das polícias Civil e Militar para cumprir mandados judiciais e revidou atirando contra os policiais.

A operação foi iniciada por volta das 14h e envolvia policiais civis e militares, sob comando do delegado Idaspe Perdigão e do capitão PM James Dean, e tinha como objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão a pontos de venda de drogas nos bairros Vila Tucum, Vila Itamar Guará e Setor Extrema, no município de Grajaú. Durante a operação foram apreendidas armas, munições, maconha, crack e bastante material plástico para embalar a droga.

Por força dos dois primeiros mandados judiciais, foram presas Luzia da Conceição Nunes e Benedita Mendes da Silva, respectivamente, em cujas casas foram encontradas três espingardas e munições, porém os policiais não chegaram a localizar droga.

Quanto ao cumprimento do mandado no endereço do Setor Extrema, em desfavor de Adriano Henrique da Silva, a polícia, ao lhe dar voz de prisão, foi recebida a tiros pelo traficante, revidando também com disparos que o atingiram na região da face, vindo a óbito ainda no local.

Na casa de Adriano foram recolhidos cerca de 250g de maconha, embalagens plásticas para embalar a droga, dois aparelhos celulares e um revólver calibre 38 com seis munições, dessas quatro deflagradas recolhidas junto ao acusado. O corpo dele foi recolhido e encaminhado ao hospital para perícia, tendo sido liberado para a família.

Fonte: Jornal Pequeno

Sobre o autor

Luana Santana escreveu 2268 notícias.

Telefone: (86) 9945-4256 Email: luanasantana@live.com

2 Comentário

  • 25.10.2009 22:28, Gilmar disse:

    Muito triste,como uma pessoa dessas não dá valor para a própria vida,e entra nesse mundo,cujo fim é esse.Lamentável.

    • 16.02.2010 09:03, Robson Eustáquio de Mesquita disse:

      Isso é terrível. Robson Eustáquio de Mesquita

      (Obrigatório)
      (Obrigatório, Não será publicado)